A WÔNIA E OS LIVROS

Em meio a toda aquela lama da política e de enfrentamentos ainda contra o regime militar, após a eleição, senti que não cabia mais em Bauru. Com certeza os caras queriam me pegar. Sem imunidade parlamentar e sem a menor perspectiva de nada, conheci durante uma plenária a Wônia. Amor à primeira vista. Casei-me com uma Libelú. Que sempre teve as mulheres mais bonitas, inteligentes e interessantes do movimento estudantil. Sem, claro, querer depreciar  as outras.

Foi um tempo difícil, pouca grana, muito trabalho, tudo por construir. Toquei em vários bares e aumentei minha paixão pela noite e pelos “spirits”. Trabalhei numa livraria como balconista e, embora meu salário tenha sido mínimo, compensei ao aumentar meu carinho pelos livros e pela literatura.

Kha Machado 2010 © Todos os Direitos Reservados.
Manutenção por Eduardo Almeida